Segundo a lembrança popular, apareceu na gruta junto à Capela de Nossa Senhora dos Covões, uma imagem de Nossa Senhora, a que o povo deu o nome de Senhora da Memória.

No local, foi colocada uma imagem da santa e aos seus pés encontra-se uma corrente de ferro que terá sido ali colocada por um cristão prisioneiro dos mouros.

Reza a lenda que o cristão acordou certo dia e reparou que já não estava no mesmo local onde tinha adormecido, mas numa gruta e livre do inimigo.

Com a imagem de Senhora da Memória à sua frente, ali depositou as correntes como sinal de gratidão pelo milagre da sua liberdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *